terça-feira, 10 de julho de 2012

Poucas lembranças


                                                                        Naquele dia começou.
                                                                       Poucas lembranças do intenso momento.

Muitas sensações estranhas e bizarras. Em poucas palavras muitos erros foram cometidos, muitos sentimentos foram aflorados. Sentimentos novos, sentimentos mudos, que passaram anos sem serem falados.
                                                                       Momentos únicos sentidos.
A cada dia era o novo. A cada noite o inesperado aguardado, intensamente desejado. Um instante que se eternizou e confundiu toda uma vida resolvida, equacionada, tornando o desejo o melhor momento a ser vivido.
                                                                       Naquele dia acabou.
Muitas lembranças de momentos intensos, momentos sentidos, momentos vividos. Momento que agora é passado, mas que deixaram marcas maiores que o instante.