quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Meus Irmãos, minhas irmãs na raça, amigos e amigas a na vida.

Negras e Negros de raça e de cor
Agradeço,

Rendo honras e obrigações a vocês.

Pela sua coragem, pela garra, pelo gingado pela resistência e pela malemolência.

Pelo samba pela ginga, pela sedução.

Pela palavra e educação, pelo respeito, responsabilidade e habilidades, pela pele morena e lábios carnudos e bundas gostosas.

Morenos e Morenas...

Obrigada, raça pedaço de mim.

Perdão se esqueço de pedaço de ti, se não completo suas qualidades e vocação,

E, acima de tudo agradeço pelo sorriso gostoso e aberto que trazes na boca diante da luta e do amor, na resistência morena e feliz.


Recordações


 

Cara hoje foi à confirmação do maior amor que eu já vi, aliada a astucia e malicia dos velhinhos. Tudo combinado à mãe e o pai vão para Matão ver as tias e a Salete que tá doida, pra viajar fica bem feliz. Já que o Augusto tem compromisso na sexta feira por lá, Ana Lúcia comprou a passagem para o congresso, Edu e Ana Maria trabalhando fora de São Paulo e eu indo para compromissos em São José.
 Acorda. Todo mundo com as  malas arrumadas. Cadê que o papai que quer sair para viajar. Não vou, não vou estou com resfriado. oh oh nariz entupido, vou dormir, conversa vai conversa vem , Márcia fica com papai e todos viajam...se seu pai não for não vou, a velhinha garra no sofrimento desmarca tudo avisa Ana Cleide  e reza pra nossa senhora Aparecida nossa mãe e guerreira pra ajudar na vida. Não é que passa uma horinha levanta seu Augusto saradinho pronto para sair na rua. Você esta bom????Tô ótimo não tenho nada nadinha, Então Lurdinha rapidinha, então dá pra ir pra Matão o velhinho deu um engasgo e: lógico que dá!!!! E ficou tudo feliz. Viagem em pé, ou melhor na estrada... 19 horas  cada um no destino      

 

Não vivi muito, mas trabalhei.

Trabalhei muito e não vivi

Mas eu amei, eu amei tanto. Que até vivi.