quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

vida

Vida finda vida
Procuro e acho vida
vida finda vida
Procuro a  vida
o fim
a vida

Não apresse o rio: ele corre sozinho 2.

Silêncio
Nada se reproduz
Aguardar o novo chegar
Silencio
Vazio
Nada se produz
Serro os olhos e nada, continua o vazio.
As pessoas se comunicam para acabar com o velho.
E o silêncio espera o novo chegar.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

!!! "O beijo"

Maior prazer que eu senti prazer descomunal, construído dedo a dedo, cada parte do corpo sendo tocada como eu queria, sentia meu corpo possuído por todos os homens que amei. Sentia meu cheiro meu gosto meu tom minha pele.

Intenso que a harmonia brota em meus lábios.

Serena cheirosa lerda embriagada sonolenta saciada revigorada.

Só sinto falta do beijo.............

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Mãe, queria te contar.

Toca o telefone, não posso atender.


Toca o telefone novamente, não posso atender.

Toca novamente, é a Taís, atendo e digo baixinho: ligo depois, não posso falar agora, desligo...

Após duas horas,

Enfim desocupada pego o telefone estamos a quilómetros de distância uma da outra, quando ela atende sua voz vem cheia de alegria e ternura, fui ao médico, ouvi o coração do nenê, ele nasce em quatro de Julho.

Vôo 1287

Numa das inúmeras viagens de trabalho, quando me acomodo na poltrona de número 15B, apesar de não gostar do assento do meio, mas foi o que me sobrou neste dia, o comissário alerta: “senhores passageiros sentados nas poltronas próximas a saída de emergência que não se sentirem preparado para usá-las deverão solicitar mudança de lugar. Ao meu lado esquerdo minha colega de trabalho, ao meu lado direito um homem bonito de lindos dentes e sorriso simpático pergunta: Preparada para lidar com as portas em situação de emergência?


Sorridente ela responde, se for pelas horas de voo.

Continuou o silêncio, e as instruções de como lidar com as situações de emergência.

O voo segue e o cansaço me leva para um breve sono, acordo e vejo pela janela o tapete de nuvens espessas sob o avião flutuando no infinito, no horizonte o resto dos raios do sol deixam o céu avermelhado, de uma beleza serena, bebo água, leio um livro e me dou conta que não havia respondido á pergunta.

Preparada para lidar com a porta em uma situação de emergência?

O avião pousa no aeroporto de Congonhas e São Paulo a noite parece uma joia, tantas luzes, o brilho aumentado pela decoração natalina.

Olhando para meu companheiro de viagem respondo sua pergunta: “continuo não sabendo se estou preparada para lidar com a porta de emergência, afinal não foi preciso e se fosse não estaria aqui para te contar.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Instinto
                Desejo

            Tato
                            Contato
                                                   Prazer

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Andrea Bocelli - Besame Mucho (2006)




O maior desejo da boca é o beijo.

Placido Domingo - No Puede Ser


Eu me perco procurando você, um pequeno momento, um breve olhar, um sinal, algumas palavras ditas para alguém. Em vão, só silencio nenhum resquício de sua existência. Por onde andas oh! Querida pessoa?Por que caminhos seus passos te levou?Com que amores você divide seu coração?Com que amores troca suas palavras?
Perguntas e silêncio.
Apego-me a sua volta distante, sua volta sua frustração, seu errar de novo, não ter encontrado seu verdadeiro amor. Voltar ao porto seguro significa recomeçar .
Não quero que voltes.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O poeta é um fingidor por Fernando Pessoa

O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente
E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.
E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração.

 Fernando Pessoa

ridículo ridículo ridículo ridículo

Acordar com sua voz. Acordar com você. Eu acordo a cada dia por você. Meu coração se esconde em seus beijos em seus abraços. A simples lembrança de ter você enche de alegria meu tempo. Meu tempo que se resume em encontrar você. Meu tempo que é acordar com sua voz. Meu tempo que é acordar com você

Meu tempo que eu perco em seus abraços. Amo você...

Isso tudo é ridículo é meloso demais, mas eu sinto, sinto o ridículo de dizer te amo a cada momento, sinto, ridículo sentir sua falta a cada separação, sinto... Eu só sinto.

Quem disse que ridículo sentir amor, quem disse

Ridículo era não ter você e fingir que não ligava

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Saudade do que eu não vivi.

Acordei ouvindo ou pensando assim.
Que saudade do que ainda não vivi.
Tantas coisas aconteceram em minha vida e já tenho saudade do que esta por vir.
Não consigo pensar que as coisas são definitivas, encaminhadas, sempre tenho a sensação do novo, do recomeço, do que a de vir. Uma busca constante.
Não sei se todos são assim.
Todos são assim?
Responde-me você é assim?
Inconformada, a procura, ansiando pelo novo, nunca estaciona? Não parar.
Quando estou fazendo alguma coisa, sempre penso que se não deram certo é por que ainda não terminaram se é verdadeiro o raciocínio será que esta procura só termina com a morte?
Eu tenho um sonho.
Uma esperança.
Quero sentir que eu terminei e que deu certo.

sábado, 6 de novembro de 2010

Encontros

Acabam em beijos e rostos rasgado do cheiro do gosto do prazer
Dos nossos corpos distantes que se enroscam
Do sonho do cheiro do beijo molhado do gosto do corpo molhado do prazer
Minha essência aparece e é parecida com as tuas

Nada

Não tenho por que ficar aqui esperando o nada,
O barulho do silêncio me incomoda.
O nada se espalha pelo corpo nu, inerte jogado.
Inerte jogado ouvindo o silêncio,
O ouvir o silêncio incomoda.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Contado da saudades para um amigo

Sentir saudades é bom, mas dói.
Fica melhor na prosa no verso que no peito.
Tenho sentido uma profunda saudades, estou aprendendo a disfarçar

sábado, 16 de outubro de 2010

Ser ou não ser

A apaixonada deu lugar à pensadora estudiosa, tomou lugar em seus pensamentos, pensamentos filosóficos a busca pela sabedoria.


O desejo mais intenso de se descobrir livre, a busca pelo inteiro e intenso ser humano; deixar brotar a humanidade.

Se existem regras, se existem parâmetros para chegar a algo específico eu vou buscar.

Tomou o lugar da antes era melancólica e apaixonante Amber Romance, Givenchy, Piprioca, Caroline,para dar lugar a serena água de colônia Eau de Cologne 1902 – Naturelle.

Junto à serenidade e a sede retomada pelo prazer de buscar nos livros, nas relações o idêntico da diferença do Ser.

A busca incessante da existência, sem as marcas da religião.

Além deste momento

"Incrível quando descrevi este ato não pensava em toda minha vida e sim em um ato particular, hoje situação a parte,  percebo que é o constante nos meus relacionamentos, independe do tempo e suas consequências".

O Ato era assim:

O sentimento se transforma? Ou amadurece? Não,não é essa a lógica.


Num primeiro momento foi a transgreção diante da impossibilidade de vivê-lo,depois foi o sofrimento da renuncia assumida. Com o tempo tudo se escondeu como no teatro onde a cortina fechada não permitiu que a cena fosse vivida.
Não era drama nem comédia.
Era apenas mais uma história de amor não vivida.
Os personagens seguiram outros enredos.

Hoje quando a cortina abriu só se viu serenidade.

Acho que é isso o sentimento continuou e transgrediu a nós mesmos.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Tem dia que eu acordo com saudade de você. Meu amigo

Não tenho medo de dizer da saudade

Dizer da falta que sinto de estar com você
Dividir uma cerveja
Jogar conversa fora
Olhar e ver o quanto é bonito
Ouvir seu silêncio
Dividir um sorriso
Repartir meus espaços
Sentir suas angustias não faladas
Sua energia anunciada
Ouvir das lutas
Das conquistas
Dos amores

To sentindo falta de você

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Dias de louca

"Dizem que tô louco
Por te querer assim
Por pedir tão pouco
E me dar por feliz
Em perder noites de sono
Só pra te ver dormir
E me fingir de burro
Pra você sobressair" , disse Cazuza.
 E eu digo, foi tão difícil passar dias sem te querer, tão difícil não te pedir nada, difícil me fazer feliz
dormir a noite inteira sem ter você a dormir para recomeçar o dia a te esperar.

domingo, 3 de outubro de 2010

Entre Chico e Terezinha

Oração
Espíritos de luz, Terezinha e Francisco ilumine meus caminhos.

Como é bom sentir se protegida.

O aroma da natureza é doce e fresco lá fora. Todos organizam seu dia em função das eleições, precisei da proteção divina para sair desta semana e entrar na nova, precisei de muita energia para me colocar diante das eleições, quero que as pessoas tenham os direitos básicos. E não consigo mais acreditar neste sistema. Me ilumine, proteja, me acolha. Quero e preciso de proteção divina

Hoje eu parei para ouvir os outros e a mim mesma, me ajuda a respeitar!

Benção minha mãe Iemanjá, Meu São Benedict, São Francisco, Santa Terezinha. Minha mãe Nossa Senhora Aparecida; Benção meus amigos José João Maria Rita Carolina,Marias e Josés, benção meu povo Brasileiro.

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Gostaria de destacar a importância do feminino nos espaços de poder e decisão, apontando meus votos na Dilma, Marta e na sempre Guerreira Deputada Federal Luiza Erundina 4021.

A onda verde bateu na bunda!
40 anos me separam do inicio da minha militância social e política, foram anos importantes da minha vida, na verdade a prioridade a militância foi a minha a própria vida.
Em 2006 quando resolvi dar outro rumo a minha vida me distanciei da política não acompanhado nem junto à imprensa, por questões óbvias o dia a dia dos partidos.
2010 momento de reflexão como uma pessoa qualquer sem envolvimentos, resolvo votar como todos que sem formação política votam em pessoas. “Cabe aqui uma reflexão: desde sempre fomos educados principalmente as mulheres, que não se discute religião e política, por razões muito claras discutir significa adquirir poder conhecimento saber escolher participar das decisões, e para os que detêm o poder é a pior viagem!!!!” .
NÃO CONSEGUI
Não consegui jogar fora meus ideais, meus conhecimentos, não consegui não fazer uma boa analise da conjuntura política que aprendi com meus bons e de sempre amigas e amigos companheiras e companheiros do PT e de outros partidos da esquerda Brasileira.
Não vou correr o risco de ter um segundo turno e adiar ainda mais as conquistas tão sonhadas, votar em qualquer candidata que não a Dilma é adiar as possibilidades de mesmo por caminhos diferentes dos planejados nas décadas de 70/80/90 (Para os mais novos estou falando sem de 1970, 1980 e 1990...), possibilidades de um povo liberto em um país democrático sem os preconceitos e os ranços da velha e boa classe dominante, classe essa que sabe se valer de qualquer partido que esta no poder. E isso o PT aprendeu e muito bem infelizmente, ceder aos poderosos para manter se no poder, só espero que a eleição da Dilma demonstre a cúpula petista que dá para arriscar e avançar mais. Sem medo de ter um povo Feliz de verdade, um povo capaz de decidir a partir de sua própria vida.

Ainda gostaria de destacar a importância do feminino nos espaços de poder e decisão, apontando meus votos na Dilma, Marta e na sempre Guerreira Deputada Federal Luiza Erundina 4021.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Espera

Saiba esperar.
Acordei com essa frase em minha cabeça. Misturavam-se ao sonho terminado, as vozes da rua.
Eu acordara diferente.
Não tinha certeza o que mudara, mas era diferente.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Como é difícil dizer adeus

Como é difícil dizer adeus a pequenos detalhes, a boas paixões, a grandes amores.
Mas não adianta protelar retardar adiar a vida e nem apressá-la.
Pacientemente esperamos, sabíamos que o momento chegaria.
Saboreamos cada detalhe, experimentamos cada paixão, sentimos amor afeto, entrelacei minha vida a sua.
Nós nos permitimos todos os desejos todos os prazeres.
Só esquecemos-nos de dizer adeus como quem ainda volta, como alguém que não colocou ponto final.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Abraço

Hoje acordei com vontade de um abraço
Um abraço carinhoso amigo gostoso
Não um abraço de paixão tesão relação
O abraço de irmã/o, amiga/o, companheira/o.
Então,
Então descobri em mim a vergonha de pedir carinho abraço atenção.
Tristeza.
Quebro a vergonha ou fico sem abraço
Resolvi escrever
Me dá um abraço?

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

No momento das eleições temos que pensar, ponderar, analisar e votar

Não vou escrever sobre este momento só cópiar o que já foi dito e muito bem dito.

Leonardo Boff, teólogo autor do texto "Para salvar a vida: as mulheres no poder"

Nesta terça-feira (24) o site Adital - Notícias da América Latina e Caribe, publicou o artigo “Para salvar a vida: as mulheres no poder”, de autoria do teólogo, filósofo e escritor Leonardo Boff, um dos expoentes da Teologia da Libertação no Brasil.



O escritor faz uma reflexão sobre a importância do feminino nos espaços de poder e decisão, ressaltando a presença de duas mulheres na disputa presidencial no Brasil, Dilma Rouseff (PT) e Marina Silva (PV), e destaca a importância da eleição de uma delas para o futuro do Brasil.



Defensora da participação – sempre maior e mais qualificada – das mulheres na política , a deputada federal Luiza Erundina (PSB-SP), candidata à reeleição, elogia o texto do teólogo e também louva a presença das duas mulheres na disputa presidencial. “Não são duas mulheres quaisquer. São mulheres com origem de esquerda, que tem uma trajetória política brilhante, ambas, com condições reais de governar o nosso país”, elogia Erundina.



Quanto ao texto escrito por Leonardo Boff e publicado no site da Adital, Luiza Erundina também manifesta concordãncia e grandes elogios: “Como mulher e militante, sou profundamente grata a Leonardo Boff por nos brindar com uma das mais belas e profundas reflexões sobre a política, as mulheres no poder e a promissora novidade das candidaturas de Dilma e Marina”, expressa.



E, como a maioria dos brasileiros e brasileiras, Luiza Erundina manifesta sua opinião, junto com uma prece: “Façamos nossa parte para que o desígnio de Deus se cumpra”, conclui Erundina.



Abaixo, o texto de Leonardo Boff na íntegra.



24.08.10 – BRASIL

Para salvar a vida: as mulheres no poder

Leonardo Boff *



Adital – Há uma feliz singularidade na atual disputa presidencial no Brasil: a presença de duas mulheres, Marina Silva e Dilma Rousseff. Elas são diferentes, cada qual com seu estilo próprio, mas ambas com indiscutível densidade ética e com uma compreensão da política como virtude a serviço do bem comum e não como técnica de conquista e uso do poder, geralmente, em benefício da própria vaidade ou de interesses elitistas que ainda predominam na democracia que herdamos.



Elas emergem num momento especial da história do país, da humanidade e do planeta Terra. Se pensarmos radicalmente e chegarmos à conclusão como chegaram notáveis cosmólogos e biólogos de que o sujeito principal das ações não somos nós mesmos, num antropocentrismo superficial, mas é a própria Terra, entendida como superorganismo vivo, carregado de propósito, Gaia e Grande Mãe, então diríamos que é a própria Terra que através destas duas mulheres nos está falando, conclamando e advertindo. Elas são a própria Terra que clama, a Terra que sente e que busca um novo equilíbrio.



Esse novo equilíbrio deverá passar pelas mulheres predominantemente e não pelos homens. Estes, depois de séculos de arrogância, estão mais interessados em garantir seus negócios do que salvar a vida e proteger o planeta. Os encontros internacionais mostram-nos despreparados para lidar com temas ligados à vida e à preservação da Casa Comum. Nesse momento crucial de graves riscos, são invocados aqueles sujeitos históricos que estão, pela própria natureza, melhor apetrechados a assumirem missões e ações ligadas à preservação e ao cuidado da vida. São as mulheres e seus aliados: aqueles homens que tiverem integrado em si as virtudes do feminino. A evolução as fez profundamente ligadas aos processos geradores e cuidadores da vida. Elas são as pastoras da vida e os anjos da guarda dos valores derivados da dimensão da anima (do feminino na mulher e no homem) que são o cuidado, a reverência, a capacidade de captar, nos mínimos sinais, mensagens e sentidos, sensíveis aos valores espirituais como a doação, o amor incondicional, a renúncia em favor do outro e a abertura ao Sagrado.



O feminismo mundial trouxe uma crítica fundamental ao patriarcalismo que nos vem desde o neolítico. O patriarcado originou instituições que ainda moldam as sociedades mundiais como: a razão instrumental-analítica que separa natureza e ser humano e que levou à dominação sobre os processos da natureza de forma tão devastadora que se manifesta hoje pelo aquecimento global; criou o Estado e sua burocracia, mas organizado nos interesses dos homens; projetou um estilo de educação que reproduz e legitima o poder patriarcal; organizou exércitos e inaugurou a guerra. Afetou outras instâncias como as religiões e igrejas cujos deuses ou atores são quase todos masculinos. O “destino manifesto” do patriarcado é do dominium mundi (a dominação do mundo), com a pretensão de fazer-nos “mestres e donos da natureza” (Descartes).



Atualmente, os homens (varões) se fizeram vítimas do “complexo de deus” no dizer de um eminente psicanalista alemão, K. Richter. Assumiram tarefas divinas: dominar a natureza e os outros; organizar toda a vida; conquistar os espaços exteriores e remodelar a humanidade. Tudo isso foi simplesmente demais. Não deram conta. Sentem-se um “deus de araque” que sucumbe ao próprio peso, especialmente porque projetou uma máquina de morte, capaz de erradicá-lo da face da Terra.



É agora que se faz urgente a atuação salvadora da mulher. Damos razão ao que escreveu anos atrás o Fundo das Nações Unidas para a População: “A raça humana vem saqueando a Terra de forma insustentável e dar às mulheres maior poder de decisão sobre o seu futuro pode salvar o planeta a destruição”. Observe-se: não se diz “maior poder de participação às mulheres”, coisa que os homens concedem, mas de forma subalterna. Aqui se afirma: “poder de decisão sobre o futuro”. Essa decisão, as mulheres devem assumir incorporando nela os homens, pois caso contrário, arriscaremos nosso futuro.



Esse é o significado profundo, diria, providencial, das duas candidatas mulheres à presidência do Brasil: Marina Silva e Dilma Rousseff

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

O barulho da Alma

O bom do silêncio é que você escuta a alma!
O silêncio continua
Não estou ouvindo nada
Não estou mais achando tão bom assim
O melhor é não colocar pontos e vírgulas
Até meu silêncio falar
Prá minha alma escutar

domingo, 5 de setembro de 2010

Não apresse o rio: ele corre sozinho.

O que é o começo?
O que é o meio?
O que é o fim?
Será tudo pretexto!

No começo era minhas as flores,
Minhas flores o meu meio,
São minhas flores!
Não são simplesmente flores elas guardam minha história.
São dadas por quem me ama cultivadas por mim como quem cultiva o próprio amor que me trouxe-as até aqui.
Estão abraçadas a árvore lá de casa com laços profundos com a natureza, dentro do meu jardim
do meu espaço da vida.
No fim neste espaço só entra quem eu amo e respeito.
Quem me ama e me respeita.
 E as vezes, espero que muito raramente deva entrar quem engana meu coração.
Mas as flores não se deixam enganar nem por pretexto.


Incrível como se transformam as palavras já escritas, o que era deixou de ser.

sábado, 4 de setembro de 2010

novo momento

Eu não consigo lembra um dia de ter deixado de acreditar quanto é bom viver e nem do quanto é importante e sonhar. Junto sempre tem as lamurias, chororós , mas faz parte.
Numa desta tardes lidas e frescas de final de inverno entre a natureza, a cama e o computar esperando a pneumonia acabar, sofrendo mais com a falta a meus compromissos do que com a doença, repasso um e-mail sobre o roubo dos ovos das tartarugas das margens do Rio Solimões - um crime - voltando a linda tarde de inverno de 32 graus de nosso país pensei, hoje eu não vou fazer mais nada. Só esperar a tarde findar a noite chegar respirar o pouco do ar que consigo ao lado do Halph minha única e querida companhia deste sábado à noite tão preguiçoso quanto nós.

UM DOS DIAS MAIS FELIZES DA MINHA VIDA
Ah, acabou uma etapa da minha vida, ainda não sei o que mudará daqui pra frente, mas sei que vai mudar

sexta-feira, 28 de maio de 2010