quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Você em mim.

De traz para frente, do fim para o começo, do ontem pra o hoje começo a pensar como foi que você entrou na minha vida, pela porta da frente, no corredor escuro.
No primeiro beijo no primeiro toque, na primeira dança, depois de muitas bebidas, alguma conversa, e por fim sexo.
Insegurança sua, desejo meu...
Insegurança minha, desejo seu...
Não sei... O tempo passou e tudo recomeça. E continua.
Invade-me a vida toma meu corpo, às vezes engole minha alma.

Um comentário:

  1. Salve Márcia!!!
    Feliz surpresa essa sua veia poética!
    Excelente compartilhar conosco!
    Beijos!!!

    ResponderExcluir