quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

São as águas de março, janeiro fevereiro

Ela chega escurecendo o céu, fazendo muito barulho, e cai  forte e assustadora, fazendo enxurradas por todos os lados. E termina mansa suave delicada. Foi embora. Aqui não deixou rastros além do chão molhado e das plantas saciadas; não posso dizer o mesmo de onde meus olhos não alcançam.

5 comentários:

  1. Muito bom... e cada ano o ciclo se repete.

    ResponderExcluir
  2. Para cada lugar, um jeito de ser.
    Muito bom!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Márcia! Não sabia do seu blog, estou lendo tudinho por aqui e adorando... e saber que você tem aqui desde 2009... que vergonha de não saber!!

    Bem, vou ler mais!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. e essa chuvarada toda não passou de uma limpeza, né? hahaha

    obrigada pela visita no meu blog :D

    ResponderExcluir