domingo, 9 de junho de 2013

Dia dos Namorados e Santo Antônio afogado.


O cheiro que exalava do seu corpo era de quem viveu de amor.
O coração pulsava ainda ao pensar nos amores, nas orações para Santo Antônio, nas paixões de amor eterno e eterno enquanto dure. Marcas de que soubera viver e amar sem se aprisionar, sem ter medo que não durasse eternamente, quem eternizou cada momento de amor eterno.
Amou intensamente e soube se deixar amar. 
Foi amada, foi amante, foi usada e soube usar nem só para amar.
No presente o silêncio mora em seu coração, nem por isso está rezando para Santo Antônio nem sequer o afogou, apesar de certa vontade de colocar o santinho a pensar se não era sem tempo de deixá-la sentir de novo o gostinho do amor danado.

Um comentário:

  1. Já o título me tirou uma gargalhada.
    Enquanto há vida, há desejos de amar. Com a ajuda ou não do Santinho.
    Um beijo grande

    ResponderExcluir